Vendedores derrubam empadas no trem e passageiros fazem doações para diminuir prejuízo

Redação - O Estado de S.Paulo

Um passageiro começou dando R$ 4, então muitas outras pessoas tiveram a mesma atitude

Ambulantes que vendiam empadas em trem do Rio de Janeiro viram uma grande ação de altruísmo por parte dos passageiros. Foto ilustrativa.

Ambulantes que vendiam empadas em trem do Rio de Janeiro viram uma grande ação de altruísmo por parte dos passageiros. Foto ilustrativa. Foto: Felipe Rau/ESTADÃO

Na última terça-feira, 15, o jovem Marcos Rodrigues viu uma ação de altruísmo inesquecível dentro de um trem do Rio de Janeiro e resolveu contar a história em seu Facebook. Vendedores ambulantes estavam vendendo empadas quando as derrubaram no chão, e os passageiros, vendo a situação, resolveram ajudar os rapazes a diminuir o prejuízo.

"Passaram por aqui dois rapazes vendendo empadas a R$ 1 cada para arrecadar verbas em prol de um centro de recuperação que não tem ajuda nenhuma do governo e depende só das vendas dessas empadas. Pouca gente comprou a empada no vagão em que estou, se não me engano apenas duas pessoas. Nessas ocasiões, eu sempre ajudo, mas dessa vez acabei não comprando as empadas", começa Marcos em seu relato.

O caso aconteceu no trem da Supervia, do Rio de Janeiro, que ia em direção à estação Santa Cruz. Marcos conta que, dez minutos depois, os mesmos vendedores voltaram para o vagão em que ele estava. "As empadas estavam em uma caixa de papelão grande e todas em embalagens plásticas. Infelizmente, essa caixa abriu o fundo e caíram umas 25 empadas no chão e, por consequência, todas elas abriram e se espatifaram. Os rapazes instantaneamente ficaram com uma fisionomia de decepcionados", relata em seu post.

Ao ver a situação, Marcos resolveu ajudar. "Lembrei de R$ 4 que tinha guardado no bolso e era todo o meu dinheiro. Com apenas a intenção de ajudar e diminuir, no mínimo que fosse, o prejuízo dos rapazes, eu peguei os R$ 4 e ofertei para eles. Eu jamais imaginaria que aquele gesto se multiplicaria e mais de 30 pessoas fariam o mesmo. Foi algo incrível, minha vontade foi comemorar cada nota de R$ 2, R$ 5, R$ 10 e até R$ 20 que chegavam até as mãos deles", relembra.

Marcos finaliza seu relato dizendo ainda acreditar na bondade das pessoas.  A publicação já alcançou mais de 35 mil compartilhamentos e 148 mil curtidas. Nos comentários, muitas pessoas parabenizaram o rapaz pela atitude e se mostraram otimistas em relação ao mundo.

VEJA TAMBÉM: 16 crianças que nos dão esperança na humanidade

YouTube.com/channel/UCLF6lPG_Y8Y-gSi_NHlLerg
Ver Galeria 16

16 imagens