Uber cobra quase R$ 50 mil por corrida de 20 minutos em Toronto

Redação - O Estado de S.Paulo

Empresa fez restituição do dinheiro após segunda reclamação de usuário, que viralizou nas redes sociais

Aplicativo de transporte urbano Uber.

Aplicativo de transporte urbano Uber. Foto: Lucy Nicholson/Reuters

Uma breve visita a um amigo no hospital custou mais de 18 mil dólares canadenses a um usuário da Uber em Toronto, no Canadá. Hisham Salam pediu a revisão do valor à empresa, mas só conseguiu ter seu pedido atendido após movimentação nas redes sociais. 

Após encerrar uma corrida de 20 minutos, solicitada ao aplicativo Uber, o canadense Hisham Salam foi notificado de uma cobrança de US$18.518,50, o equivalente a mais de R$ 48 mil. O usuário pediu a correção do valor à Uber, mas teve o pedido negado. Por mensagem no próprio aplicativo, a administração informou que o valor de fato correspondia ao tempo e o trecho da corrida.

Salam não desistiu a revisão do valor, sobretudo após ter identificado a cobrança em seu cartão de crédito. Foi então que o canadense escreveu a história em seu Twitter, e o posto viralizou. Em meio a tantos compartilhamentos, a Uber acabou restituindo o valor e pedindo desculpas. 

 

"O que era um erro acidental tornou-se algo muito maior. Estou esperando a Uber resolver a situação. Algém pode me ajudar? Claro, nenhuma corrida de 20 minutos custa US$ 18,500".

"Obrigado a todos que compartilharam a história da cobrança de US$ 18.500 da Uber. O suporte da empresa me restituiu e pediu desculpas. Tenho esperança que me contrarem com algum porta-voz para conversar sobre o assunto e sua solução, na próxima semana".