Tribo Kaxinawá, no Acre, cria game para preservar memória cultural

Redação - O Estado de S.Paulo

Comunidade desenvolve jogo para que usuários façam imersão nos saberes indígenas

Tribo Kaxinawá desenvolveu game para preservar memória da comunidade.

Tribo Kaxinawá desenvolveu game para preservar memória da comunidade. Foto: Divulgação

“Um casal de gêmeos kaxinawá foi concebido pela jiboia Yube em sonhos e herdaram seus poderes especiais. Um jovem caçador e uma pequena artesã, ao longo do jogo, passarão por uma série de desafios, adquirindo conhecimentos de seus ancestrais”, diz a sinopse do projeto Huni Kuin: os caminhos da jiboia

A tribo Kaxinawá, localizada no Acre, desenvolveu um game que possibilita uma imersão no universo Huni Kuin. Os jogadores entram em contato com os saberes indígenas como cantos, grafismos, mitos e rituais. Cada uma das cinco fases do jogo conta uma antiga história da comunidade. O objetivo é preservar a memória e disseminar a cultura do povo indígena.

 

Veja o vídeo:

O jogo, realizado por programadores, artistas e antropólogos,  pode ser baixado gratuitamente. Tadeu Huni Kui, integrante da tribo, conta como foi a recepção do projeto de criação do game nas aldeias do Rio Jordão. Além disso, conta sobre os benefícios que chegaram às comunidades e expõe a visão dele em relação às novas tecnologias.

Assista ao vídeo: