Tatá Werneck e Paolla Oliveira denunciam morte de cadela a pauladas no Rio de Janeiro

Redação - O Estado de S.Paulo

Atrizes usaram suas redes sociais para pedir justiça para o caso

A apresentadora Tatá Werneck e a atriz Paolla Oliveira.

A apresentadora Tatá Werneck e a atriz Paolla Oliveira. Foto: Instageram/@tatawerneck/@paollaolinveirareal

Após a comoção do cachorro que foi espancado e morto em um estacionamento do Carrefour, em Osasco, na Grande São Paulo, personalidades agora estão pedindo justiça em outro caso. Uma cadela foi assassinada a pauladas no Rio de Janeiro. 

Imagens que circulam na internet gravadas por uma mulher mostram o marido dela batendo no animal em São Francisco de Itabapoana. 

“Um homem matou uma cachorrinha na frente da família. Sabe o que hoje em dia acontece com esses monstros? Nada! Precisam aprovar essa lei contra os maus-tratos a animais. Foi aprovada no Senado e agora precisa ser aprovada na Câmara”, escreveu Tatá Werneck, no perfil dela no Instagram, que publicou a imagem de uma notícia.

 

 

Paolla Oliveira, que foi convidada do programa Lady Night desta segunda-feira, 17, também se manifestou no perfil dela no Instagram. “Mais um caso gravíssimo de violência contra os animais. Só reforça o quanto precisamos de penas mais severas para esses criminosos. Semana passada a PL 470 foi aprovada no Senado e agora precisa ser aprovada na Câmara. Essa é uma luta por todos nós. Uma pessoa que faz mal a um animal, pode fazer mal sim a qualquer ser vivo”, escreveu a atriz.