Taís Araújo sobre descriminalização do aborto: 'Questão de saúde pública, mulheres estão morrendo'

Redação - O Estado de S.Paulo

Atriz foi a convidada do programa 'Saia Justa' nesta quarta-feira e pediu para que o assunto seja tratado 'com maturidade'

Taís Araújo falou sobre a descriminalização do aborto durante o 'Saia Justa', programa do GNT.

Taís Araújo falou sobre a descriminalização do aborto durante o 'Saia Justa', programa do GNT. Foto: Victor Pollak/Globo

A atriz Taís Araújo participou do programa Saia Justa, do GNT, nesta quarta-feira, 1º, e opinou sobre a descriminalização do aborto. O assunto foi uma das pautas do programa comandado por Sabrina Sato, Luana Xavier, Larissa Luz e Astrid Fontenelle.

"Ninguém aqui está defendendo que todo mundo tem que fazer aborto", disse a artista. Ela ainda completou afirmando que nenhuma religião é a favor do aborto, mas pediu para que as pessoas olhem para a questão "com maturidade".

"Estamos falando de saúde pública, mulheres estão morrendo", ressaltou. Taís afirmou que o assunto também precisa ser tratado sem a interferência de qualquer religião.

"Colocou a religião no meio, vai complicar qualquer assunto", finalizou. A atriz Sabrina Sato pediu para que a sociedade debata a pauta "com mais empatia".

Sabrina pontuou que várias mulheres arriscam as vidas em clínicas clandestinas e que todos precisam se colocar no lugar delas. "Você acha que essa mulher não está sofrendo?", questionou, se referindo às que já se submeteram ao procedimento.

A atriz Luana Xavier, que é sacerdotisa da religião umbandista, aproveitou o momento para pedir que líderes de todas as religiões falem mais sobre a questão. "Falar sobre descriminalização do aborto é falar sobre o direito à vida", afirmou.

A jornalista Astrid Fontenelle ainda relembrou que, há alguns anos e durante uma participação no canal, revelou já haver feito um aborto. "Falei porque eu não aguentava mais ver números sem rosto", contou.

Assista ao trecho da fala de Taís Araújo: