Retirada de dinossauro para pagar dívida comove Ribeirão Preto

Priscila Mengue - O Estado de S.Paulo

Estátua estava na frente de uma loja há dez anos; internautas organizam eventos e abaixo-assinado para trazer o 'Dino' de volta

Estátua de dinossauro era ponto de referência em Ribeirão Preto

Estátua de dinossauro era ponto de referência em Ribeirão Preto Foto: Reprodução

O interior paulista está em luto. Na quarta-feira, 23, foi retirada a estátua que muitos consideravam a Torre Eiffel ou Estátua da Liberdade de Ribeirão Preto. Sem nome oficial, ela era chamada popularmente apenas de "Dino", nome carinhoso que agora ilustra hashtags e eventos no Facebook.

A estátua de concreto ficava localizada na esquina da Avenida Independência com a Rua Prudente de Moraes, no centro da cidade. Ela pertencia à loja Shopping da Churrasqueira, que, após um acordo judicial, cedeu o item para um dos diretores do Jornal Tribuna para saldar uma dívida de R$ 1.890, de 2012, de uma compra nunca entregue. O novo lar do dinossauro não foi informado. 

Em 24 horas, a avaliação do Shopping das Churrasqueiras no Facebook caiu de 5 estrelas para 1,5. Além da loja, internautas também estão postando reclamações no site do jornal, que noticiou o assunto. Fotógrafo freelancer no Tribuna, Alfredo Risk registrou o momento exato em que um caminhão retirou a estátua, que estava no local há, pelo menos, 10 anos.

"Fui lá fazer o registro da retirada, pois sabia da 'importância' dele para a cidade. Sabia que iria repercutir", disse. Segundo o fotógrafo, além de ser um ponto de referência na região, o dinossauro também era muito popular entre crianças e adolescentes. "Virou uma febre tirar foto ao lado da estátua, em cima dela também", comenta.

 

 

O comércio da cidade não ficou para trás e entrou na onda, fazendo postagens nas redes sociais. Uma escola de dança e um bar sugeriram ser o novo lar da estátua, enquanto um restaurante japonês ofereceu 700 mil yakissobas de camarão como recompensa para quem encontrasse o dinossauro - que permanece desaparecido.

Ao menos três eventos foram criados no Facebook para reivindicar a volta de Dino. Guilherme Sircili relata que ficou sabendo da mudança por grupos do WhatsApp, num dos quais decidiu, juntamente com outros jovens, criar o evento "VOLTA DINO (Oficial)", que já foi compartilhado mais de 5 mil vezes em 24 horas. De acordo com ele, todos diziam que  a estátua era um dos pontos turísticos do município. "Todo mundo já está sabendo do acontecido e todos estão tristes com a retirada desse símbolo da cidade", acrescenta.

 

Também criador do VOLTA DINO (Oficial), Guilherme de Almeida relata que a novidade "chocou a todos". 

"Tenho algumas fotos com ele em momentos felizes. Ele estava presente no começo do meu namoro, que já está completando um ano", relata. Até o prefeito eleito da cidade, Duarte Nogueira (PSDB) se pronunciou sobre o assunto.

​Diante do sucesso da campanha, os dois Guilhermes, juntamente com Jhonie, Matheus, Roger e Henrique, estão discutindo a realização de algum evento fora da internet para homenagear essa estátua que conquistou tantos corações. "Estamos conversando e decidindo entre nós, um lugar já foi escolhido para uma possível noite de encontro de amantes do Dino que era praticamente um símbolo da nossa cidade", adianta Roger.