Restaurante do Rio anuncia sobremesa com nome racista na iFood

Redação - O Estado de S.Paulo

Chefe de cozinha denunciou estabelecimento que chamou bolo de 'Afrodescendente com problemas neuropsicológicos'; aplicativo já excluiu a opção do menu

Chefe de cozinha registrou o anúncio racista no aplicativo.

Chefe de cozinha registrou o anúncio racista no aplicativo. Foto: Instagram / @chefcabotelho

A chefe de cozinha Camila Botelho denunciou, na última quarta-feira, um caso de racismo no restaurante How To Get Away With Food, de Resende, no Rio de Janeiro.

O estabelecimento anunciou um bolo no iFood chamado "Afrodescendente com problemas neuropsicológicos". Na descrição da sobremesa - originalmente conhecida como "nega maluca" -, o comércio afirma que o doce recebeu um nome "politicamente correto e anti-mimimi". 

Segundo Camila, o iFood já excluiu a opção do menu, mas ela acredita que isso não basta para garantir respeito aos clientes. "A falta de respeito e empatia das pessoas está ultrapassando qualquer barreira de limites que existiu um dia", criticou.

Em nota, o  iFood informou ao E+ que o dono do How To Get Away With Food não estava ciente da repercussão e concordou com o aplicativo em alterar a apresentação da sobremesa. No entanto, o proprietário não se desculpou ou assumiu o erro em nenhum momento.

A reportagem tentou contato com o restaurante para pedir um posicionamento, mas ainda não obteve um retorno.

Leia na íntegra a denúncia de Camila Botelho:

 

Leia na íntegra a nota do iFood sobre o caso:

"O iFood informa que, tão logo tomou ciência do assunto, conversou com o proprietário do restaurante "How to get away with food", que não estava ciente da repercussão e concordou em alterar a apresentação da sobremesa. A empresa esclarece ainda que interage continuamente com os restaurantes parceiros para garantir a correta descrição dos pratos oferecidos por eles.

O iFood reitera que repudia qualquer ato de discriminação e preza pelo respeito à diversidade em todas ações que realiza, de acordo com os valores presentes em seu Código Conduta e Ética.

Estes valores são importantes para o iFood e ganham a realidade de diversas formas, tal como o programa interno de diversidade chamado Pólen, que busca tornar o ambiente de trabalho ainda mais acolhedor e inclusivo. Esse programa conta com comitês e iniciativas relacionados aos temas etnia, gênero, pessoas com deficiência e LGBTQIA."