Projeto que leva crianças a museus é retomado de forma virtual no Rio

Akemi Nitahara - Agência Brasil

Visitas foram suspensas em 2020 por causa da pandemia de covid-19

Por causa da pandemia, projeto que leva crianças a museus é retomado, online, no Rio de Janeiro 

Por causa da pandemia, projeto que leva crianças a museus é retomado, online, no Rio de Janeiro  Foto: Tânia Rego/ Agência Brasil

Após passar o ano de 2020 com as atividades suspensas por causa da pandemia de covid-19, o projeto Experimente Cultura retornou neste mês oferecendo visitas virtuais a equipamentos culturais e turísticos da cidade do Rio de Janeiro para estudantes da rede municipal. As inscrições são gratuitas e já estão abertas.

Criado em 2018, em dois anos de funcionamento o projeto promoveu 220 visitas, levando 9 mil estudantes a nove espaços na cidade: AquaRio, CCBB, Jardim Botânico, Museu Aeroespacial, Museu da Vida, Museu de Arte do Rio, Museu do Amanhã, Museu Histórico Nacional e Planetário da Gávea.

A curadora do projeto, Renata Prado, informou que, com o formato virtual, devem ser feitas em média três visitas por semana, beneficiando mais crianças. “A forma como consumimos cultura se transformou muito com a pandemia. Nesta edição do Experimente Cultura, visualizamos na mediação de visitas virtuais a oportunidade de continuar promovendo experiências únicas para o público infanto-juvenil das escolas da rede municipal do Rio de Janeiro. Vamos aproveitar a tecnologia disponível para seguir nossa missão de mostrar que a cultura é para todos e aproximar o público de instituições culturais.”

Todas as atividades são guiadas e mediadas por professores e especialistas, com dois meios de visitação. O primeiro é levar a infraestrutura tecnológica para a escola ou instituição atendida, respeitando as normas sanitárias.

Segundo Prado, a primeira experiência ocorreu no Dia Internacional dos Museus, 18 de maio, com 26 crianças da comunidade do Vidigal tendo a oportunidade de conhecer o Museu do Amanhã, a partir da Associação de Moradores.

“A Experiência foi incrível. Como de costume, nenhuma das crianças atendidas já havia tido a oportunidade de conhecer um Museu. É muito gratificante poder contribuir com esse crescimento e só reforça o nosso propósito de derrubar o mito de que o acesso a cultura é para poucos. Seguimos na luta para mudar isso, mostrando que aquele espaço também é delas e para elas”.

A segunda forma é oferecer a visita guiada a partir de dispositivos próprios das crianças, diretamente das duas casas. Os interessados, como gestores, professores, responsáveis e alunos, devem entrar em contato através do site do projeto ou por e-mail.