Professora cuida de bebê de aluna para ajudá-la a conseguir um emprego

Redação - O Estado de S.Paulo

Larresha Plummer tem 18 anos e uma filha de um mês – e graças a sua professora, conseguiu um trabalho e também doações

Professora fez questão de ajudar aluna, que é mãe, a conseguir um emprego.

Professora fez questão de ajudar aluna, que é mãe, a conseguir um emprego. Foto: GoFundMe/larresha-and-baby-taliyah

A jovem Larresha Plummer vive em Chicago, tem 18 anos, e sua filha Taliyah acabou de completar um mês de vida. Laresha acabou de se formar na escola e estava a procura de um emprego para conseguir sustentar a menina – então resolveu pedir ajuda a uma ex-professora, que a atendeu prontamente.

Larresha enviou uma mensagem para Lashonda Carter no Facebook, pedindo auxílio para participar de uma feira de empregos. Na conversa, ela comentou que precisaria encontrar uma babá para sua filha para poder participar dessa feira. Então a professora resolveu fazer tudo o que podia.

"Eu disse: 'vou te fazer melhor. Vou pegar você e seu bebê em casa'", LaShonda contou ao Good Morning America, da ABC. No dia 23 de agosto, a professora foi até a casa de Larresha, buscou ela e sua filha e ficou com a bebê no carro enquanto a ex-aluna participava da feira de empregos.

Ela fez uma transmissão ao vivo no Facebook enquanto estava no carro, contando aos seus seguidores sobre a história de Laresha. "Às vezes, como professora, nosso trabalho vai além da sala de aula", diz LaShonda no vídeo. Ela contou que fez o vídeo pra pedir para seus seguidores para doarem fraldas e roupas para a mãe e sua filha.

Desde então, Laresha não apenas recebeu diversas doações quanto propostas de empregos. Há alguns dias, começou a trabalhar meio-período em uma loja. "Eu agradeço muito, porque muitas pessoas entraram em contato comigo", disse a jovem. "Eu realmente espero que possa fazer algo pela senhora Carter um dia. Realmente espero".

A boa ação foi muito elogiada nas redes sociais, mas LaShonda diz que foi algo comum: "Eu não sou mais especial que nenhuma outra professora. Professores fazem coisas como essa todos os dias".

A professora ainda criou uma campanha numa plataforma de financiamento coletivo para ajudar a ex-aluna e sua filha, e em dez dias foram arrecadados US$ 2.390 (cerca de R$ 9 mil).