Professora causa revolta ao mandar alunos pararem de falar espanhol em sala nos EUA

Redação - O Estado de S. Paulo

A escola tem grande número de alunos hispano-americanos e a professora foi acusada de racismo em outras situações

Caso ocorreu em escola do estado de Nova Jersey

Caso ocorreu em escola do estado de Nova Jersey Foto: weisanjiang / Pixabay

Um vídeo publicado no Facebook, que mostra uma professora pedindo que um grupo de alunos pare de falar espanhol e se comunique em inglês, causou grande revolta nas redes sociais. O caso ocorreu na escola Cliffside Park, em Nova Jersey.

No vídeo, gravado por um estudante, a professora afirma: “Homens e mulheres estão lutando. E não estão lutando pelo seu direito de falar espanhol. Estão lutando pelo seu direito de falar americano”. Em resposta, muitos alunos deixaram a classe.

Embora a escola não tenha liberado o nome da educadora, estudantes afirmam que ela fez comentários de intolerância antes. “Ela já fez observações racistas”, disse um estudante à People, revelando que já perdeu a conta de quantas vezes abandonou aulas da professora em função de seu comportamento.

Outro estudante diz que a mesma situação ocorreu enquanto ele falava português e espanhol com amigos: “Eu pensei ‘Ela está dizendo isso mesmo?’”, contou o aluno, que ouviu da professora que devia falar inglês.