Por que 'Marilene, não se mete' é uma ótima história

- O Estado de S.Paulo

Grandes personagens e um plot twist inacreditável compõem a obra-prima do momento na internet

  

   Foto: Reprodução/Youtube

O Brasil acordou nesta segunda, 26, com uma grande frase: "Marilene, não se mete." Se você ainda não sabe de onde isso surgiu, reserve alguns minutos e leia aqui a melhor história com final inesperado de hoje. Quiçá da semana.

Ou apenas até o próximo meme.

A história começa com Ana Helena contando sobre o show do Pixote. Tudo está maravilhoso, porque o Dodô ficou cantando o tempo todo OLHANDO PARA ELA.

via GIPHY

Até que o sorriso de Ana se transforma rapidamente em lágrimas de emoção. Ana não consegue conter o choro ao revelar que Dodô a convidou *PARA SUBIR NO PALCO*

   

    Foto: Reprodução/Youtube

PAUSA NO CHORO. Ana se recompões rapidamente para contar que não é fraca e, *obviamente*, estava no CAMAROTE.

via GIPHY

Voltando. Volta a história, volta o choro. Até que Ana revela que NÃO PÔDE subir no palco. 

  

   Foto: Reprodução/Youtube

(Como assim, Ana? Mas o Dodô estava cantando PARA VOCÊ, MIGA)

Até que descobrimos o grande inimigo nessa história: o namorado de Ana. Ele estava lá e não a deixou subir no palco. Ainda por cima, fica puxando o cabelo da Ana no meio do vídeo. A esse ponto, todas já odiamos *o namorado*. Mas ela explica que não vai destruir um relacionamento assim.

  

   Foto: Reprodução/Youtube

Nesse momento, surge a nossa protagonista. Nos segundos de agonia irrepreensível que vive Ana, ouvimos a voz da experiência: "QUE RELACIONAMENTO, ANA HELENA?" Claro que, a partir daí, Ana desaba. "MARILENE, NÃO SE METE". 

   

    Foto: Reprodução/Youtube

Mas Marilene é implacável. "VOCÊ ESTÁ DEITADA NA SUA CAMA SOZINHA, ANA HELENA."

"PARECE QUE ESTÁ JOGANDO ÁGUA NA CARA, ANA HELENA." Até que Marilene passa dos limites: "ESSA TINTA QUE ESTÁ NA SUA SOBRANCELHA VAI ESCORRER E VOCÊ VAI FICAR CEGA".

Ana Helena não se segura. "ISSO AQUI É NATURAL, MEU AMOR". E solta um grunhido respeitável para se recompor do choro. Ela ainda consegue ser educada: "Dá licença que eu estou conversando? Essa casa também é minha!" 

Ana ainda reclama com o 'amor'. A tensão cresce e Marilene diz: "MOSTRA ESSE AMOR, ENTÃO, AÍ". Ao que Ana justifica: "você sabe que a foto dele não pode aparecer". 

E, com um plot twist digno de Hitchcock, Marilene nos deixa com a frase: "AMOR IMAGINÁRIO, ISSO SIM".

via GIPHY

 

E AGORA, MARILENE? COMO A GENTE FICA?

 

Veja o vídeo completo: