Polícia prende pai e filho após briga por causa de 'Pokémon Go'

Redação - O Estado de S.Paulo

Robert e Angelo Matteuzzi agrediram um rapaz que os acusou de trapacear no jogo

'Pokémon Go' é um jogo de realidade virtual

'Pokémon Go' é um jogo de realidade virtual Foto: Pixabay/@Mimzy

Um senhor de 71 anos de Missouri, nos Estados Unidos, e seu filho adulto estão sendo processados por agressão a um rapaz que teria lhes acusado de trapacear no Pokémon Go.

O caso aconteceu na última segunda-feira, 18, na cidade de Kirkwood. Um rapaz, acreditando ter sido trapaceado no jogo por Robert e Angelo Matteuzzi, ficou bravo e atirou uma garrafa em seu carro.

Pouco tempo depois, Robert, o pai, teria encontrado a vítima novamente e acertado seu rosto com a garrafa. Foi então que a briga entre os três teria começado.

“Uma pessoa que passava pelo local gravou um vídeo da confusão. Robert Matteuzzi segurou a vítima enquanto seu filho lhe dava golpes na cabeça e no rosto várias vezes”, contou Matthew Waggoner, policial, ao jornal Saint Louis Post-Dispatch.

A vítima ficou com cortes no rosto, um trauma nos olhos e quebrou um dos dedos. Pai e filho foram presos e devem pagar fiança de 15 mil dólares (cerca de R$ 56 mil).