Polícia atira contra ator que gravava cena de roubo nos EUA

redação - O Estado de S.Paulo

O tiro não o atingiu, mas ele foi detido até que a história pudesse ser confirmada pelos policiais

O ator segurava uma arma e usava máscara durante a gravação.

O ator segurava uma arma e usava máscara durante a gravação. Foto: LeoFra/Pixabay

O ator Jim Duff tinha acabado de gravar uma cena de roubo dentro de uma cervejaria em uma cidade de Indiana, nos Estados Unidos. Ao sair do estabelecimento, ele foi abordado por policiais ordenando que ele largasse a arma que estava segurando. Além do artefato cênico, ele usava uma máscara preta de ski.

A Polícia do Estado de Indiana disse ao Fox 59 que  tinha recebido um chamado de roubo no local onde, na verdade, a equipe da Montgomery County Movies estava fazendo as filmagens.

Quando a polícia viu Duff saindo do estabelecimento, os oficiais puxaram as armas e gritaram para o ator largar a dele. Porém, ele apenas se virou de costas para os policiais, talvez não se importando com a confusão que estava acontecendo.

"A próxima coisa que lembro é ouvir um barulho de tiro e algo zunindo na minha cabeça", disse Duff ao Journal Review. Felizmente, o tiro não o acertou e ninguém se feriu.

"Quando é dito para você fazer algo, a única coisa que você não faz é dar as costas para a polícia enquanto você está segurando uma arma", disse o sargento Kim Riley. Pensando que pudessem estar em perigo, a polícia atirou em Duff, que largou a arma, tirou a máscara e gritou que se tratava de um filme. 

"A parte ruim é que todas as câmeras estavam dentro do bar, então não tinha nada do lado de fora que dissesse que aquilo era um set de filmagem", justificou o policial. Embora a arma de Duff não fosse letal, a polícia o deteve e o prendeu até que pudessem confirmar a história. Depois, ele foi solto.