Pessoas com deficiência contam como os parceiros demonstram amor por elas

Redação - O Estado de S.Paulo

Relatos foram compartilhados no Twitter após incentivo de ativista

Pessoas com deficiência (imagem ilustrativa)

Pessoas com deficiência (imagem ilustrativa) Foto: Pixabay/@zstupar

Ativista pelos direitos de pessoas com deficiência, Imani Barbarin pediu às pessoas com deficiência em seu Twitter que contassem como seus parceiros demonstram amor por elas.

“Quais são as formas físicas dos seus parceiros lhes fazerem se sentirem amadas que são diferentes da forma como as pessoas sem deficiência?”, perguntou Imani na última quinta-feira, 21.

“Tive um namorado incrível aos 20 anos que dançava salsa muito bem. Ele inventou alguns passos novos para que eu não pusesse tanta pressão nos joelhos. Eu dancei!”, contou Katherine Macfarlane.

“Às vezes, meus músculos doem tanto e ficam tão duros que parecem ossos. Meu marido esfrega eles e diz ‘Nossa, está mal hoje’, o que me faz sentir melhor porque, assim, eu compreendo que ele sabe que eu não estou fingindo”, relatou a usuária Shain Donnelly.

Confira alguns comentários:

Tradução: "Tive um namorado incrível aos 20 anos que dançava salsa muito bem. Ele inventou alguns passos novos para que eu não pusesse tanta pressão nos joelhos. Eu dancei!"

Tradução: "Às vezes, meus músculos doem tanto e ficam tão duros que parecem ossos. Meu marido esfrega eles e diz ‘Nossa, está mal hoje’, o que me faz sentir melhor porque, assim, eu compreendo que ele sabe que eu não estou fingindo"

Tradução: "Minha mulher me ajuda toda semana com ioga. Ela é uma instrutora de ioga, então isso significa que eu sou um daqueles sortudos. Ela me leva café na cama toda manhã, também"

Tradução: "Mal posso começar a dizer o que ele faz por mim. Nunca me deixa sentir culpada quando a dor é forte demais para me deixar ajudá-lo. Ele me ajuda fisicamente a entrar na banheira, etc."