Página sobre direitos LGBT foi retirada do site da Casa Branca

- O Estado de S.Paulo

As seções de direitos civis, plano de saúde e mudanças climáticas também sumiram

Vigília em frente à Casa Branca, em 12 de junho de 2016, após massacre em balada gay de Orlando

Vigília em frente à Casa Branca, em 12 de junho de 2016, após massacre em balada gay de Orlando Foto: REUTERS/Joshua Roberts

Logo após a posse de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos, algumas seções sumiram completamente do site da Casa Branca. A página dedicada à comunidade LGBT (que ficou arquivada neste link) foi uma delas.

Algumas mudanças eram esperadas, como diferenças no design e no nome de algumas seções. Sob a aba 'Issues', ou 'Questões', alguns títulos mudaram. 'Política Externa', por exemplo, virou 'Política Externa América em Primeiro Lugar' e 'Defesa' se tranformou em 'Tornar Nosso Exército Forte Novamente'. No entanto, a nova administração surpreendeu ao excluir também seções como a de direitos civis, plano de saúde e mudanças climáticas. 

Para acessar o arquivo do site sob a gestão Obama clique aqui.

Veja a comparação da seção 'Issues' abaixo:

A seção 'Issues', ou 'Questões', no site da Casa Branca sob o comando de Obama (acima) e após a posse de Trump (abaixo)

A seção 'Issues', ou 'Questões', no site da Casa Branca sob o comando de Obama (acima) e após a posse de Trump (abaixo) Foto: Reprodução