ONG mostra como pais machistas transformam meninos em homens violentos e estupradores

Redação - O Estado de S.Paulo

Vídeo mostra homens se agredindo, uma criança constrangida diante do pai e um rapaz induzindo uma jovem bêbada a ter relações sexuais com ele; assista

Cena do vídeo da campanha 'Boys Don't Cry', em que menino fica constrangido diante da valentia e masculinidade tóxica do pai.

Cena do vídeo da campanha 'Boys Don't Cry', em que menino fica constrangido diante da valentia e masculinidade tóxica do pai. Foto: Reprodução de cena de 'Boys Don't Cry' (2018)/ White Ribbon PSA

A ONG australiana White Ribbon lançou a campanha Boys Don't Cry (Meninos não choram, em português) na terça-feira, 26, para falar sobre como a masculinidade tóxica transforma garotos em pessoas violentas.

Com um vídeo de três minutos, a instituição mostra um pré-adolescente que guarda suas emoções e o choro porque não pode demonstrar 'fraqueza' diante dos problemas da vida.

"Meninos não podem ter medo, não podem chorar, não podem ser tímidos, não podem se sentir machucados, ser sensíveis e impotentes, porque meninos não choram", diz o narrador enquanto homens se agridem com socos, uma criança se sente constrangida ao conversar com o pai  e um adolescente induzindo uma jovem bêbada a ter relações sexuais com ele.

A ONG finaliza o vídeo pedindo para as pessoas ajudá-la a promover uma masculinidade mais saudável e positiva. “Meninos serão meninos, mas eles podem ser muito mais que isso”, conclui.

Assista: