O Dia dos Namorados brasileiro pode ter sido uma invenção de João Doria - o pai

- O Estado de S.Paulo

Não comemoramos a data em 14 de fevereiro, e tudo aponta que o motivo seja uma ação de marketing

  

   Foto: Pixabay

Chega dia 14 de fevereiro e surge a grande dúvida: por que não é Dia dos Namorados no Brasil? Aliás, às vezes essa pergunta é seguida por: será que eu me deixo levar pelo 'imperialismo norteamericano' e compro um presente para a pessoa especial ou deixo para 12 de junho e corro o risco de parecer insensível?

Vamos começar esclarecendo uma coisa: dia 14 de fevereiro não 'pegou' aqui no Brasil. São Valentim não ganha uma homenagem grande por aqui, e em alguns países ele nem é considerado símbolo de romance. Mas o que realmente importa é como, então, decidimos celebrar os namorados no dia 12 de junho?

Algumas fontes indicam que a ideia foi de João Doria. Não o prefeito de São Paulo, mas seu pai. Doria era publicitário e trabalhava na agência Standard. Ele teria sido incumbido de aumentar as vendas da rede de lojas A Exposição - Clipper no mês de junho e, para isso, supostamente 'inventou' uma nova data. 

Em uma propaganda de A Exposição publicada no jornal O Globo no dia 10/06/1948 está escrito: "13 de junho - Dia de Santo Antônio - Dia dos Namorados." Outras fontes indicam que a rede já usava o dia 12 em propagandas de suas lojas em São Paulo.

O livro Dicionário histórico-biográfico da propaganda no Brasil, de 2007, confirma que essa teria sido a 'invenção' do Dia dos Namorados brasileiro. 

No entanto, encontramos esta propaganda da loja Galeria Paulista de Modas no Estadão de 06/06/1948:

Anúncio publicado no 'Estadão' em 06/06/1948

Anúncio publicado no 'Estadão' em 06/06/1948 Foto: Acervo/O Estado de S. Paulo

No fim das contas, não é possível afirmar com certeza quem cravou a data primeiro e quem seguiu a onda. Além disso, o que importa mesmo é desejar um dia feliz a quem está ao seu lado, não é? Ou então pelo menos agora você tem uma 'curiosidade' sobre a data para puxar papo com alguém interessante.