Novo filme do Ursinho Pooh não será exibido nos cinemas da China

Redação - O Estado de S.Paulo

O governo quer evitar que a população compare o personagem de ‘Christopher Robin’ com o presidente Xi Jinping

O governo chinês censurou o filme 'Christopher Robin' para evitar as comparações entre o Ursinho Pooh e o presidente da China Xi Jinping

O governo chinês censurou o filme 'Christopher Robin' para evitar as comparações entre o Ursinho Pooh e o presidente da China Xi Jinping Foto: EFE/EPA/CHRIS RATCLIFFE / POOL

O governo da China tomou a decisão de censurar o filme Christopher Robin, uma adaptação live-action dos contos do personagem Ursinho Pooh, proibindo a exibição da produção em todo o território chinês. A censura foi confirmada para a agência Associated Press por Cathleen Taff, diretora de distribuição de produções da Disney. 

Com classificação livre no mundo inteiro, sem nenhuma cena de violência ou sexo, a justificativa para a censura é de que o governo quer evitar as comparações do personagem criado por A.A. Milne com a forma física do presidente Xi Jinping - algo que vem acontecendo com frequência em forma de memes que circulam nas redes sociais. 

Uma das montagens, por exemplo, mostra uma foto de Xi junto com o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, com ambos sendo comparados com Pooh e seu amigo Tigrão. 

Segundo a agência de notícias, o presidente chinês não gosta das comparações e começou uma proibição sistemática de todos os conteúdos envolvendo o personagem. A medida, no entanto, transformou o personagem em um símbolo de resistência contra o Partido Comunista. 

Veja abaixo a montagem que causou a repressão contra o Ursinho Pooh.