Na Tailândia, mulher de 91 anos se forma em universidade e recebe diploma das mãos do rei

Redação - O Estado de S.Paulo

'Se nós não estudarmos, lermos, buscarmos conhecimento, nós não seremos capazes de falar e fazer sentido', disse Kimlan Jinakul após receber o diploma

Kimlun Jinakul se formou na faculdade aos 91 anos.

Kimlun Jinakul se formou na faculdade aos 91 anos. Foto: AP Photo

Após passar mais de dez anos estudando, uma mulher de 91 anos da Tailândia se formou na universidade e recebeu o diploma da mão do rei do país, Maha Vajiralongkorn Bodindradebayavarangkun.

Segundo a emissora de televisão pública Thai PBS, Kimlan Jinakul conquistou o título de bacharel em Desenvolvimento Humano e Familiar. Na última quarta-feira, 9, ela recebeu o diploma na Universidade Aberta Sukhothai Thammathirat, próximo a Bangcoc.

"Se nós não estudarmos, lermos, buscarmos conhecimento, nós não seremos capazes de falar e fazer sentido", disse Kimlan ao receber o diploma. Na Tailândia, é comum que formandos de universidades públicas recebam seus diplomas de membros da família real.

"Eu estou muito feliz e honrada de que o rei, graciosamente, mostrou compaixão sem limite", disse a idosa mostrando muito respeito pela realeza tailandesa. Kimlan viajou com sua família de sua casa em Phayao, a 725 quilômetros de distância de Bangcoc, para comparecer na cerimônia da universidade.

"Em alguns momentos, ela se sentiu envergonhada por causa de seu corpo. Mas nós, como filhos, tentamos animá-la e nossa mãe estudou até o fim, e foi um sucesso", disse Mongol Jinakul, filho de Kimlan, à PBS.

A Universidade Aberta Sukhothai Thammathirat oferece graduações para pessoas idosas e, só neste ano, teve 199 alunos com mais de 60 anos de idade. Os cursos são à distância. "Para os mais velhos, nós focamos mais na parte prática do que nos aspectos mais acadêmicos", disse o professor Panumas Kadngaongam, reitor da universidade. "Então o assunto pode ser estudado e posto em prática imediatamente", completou.

Fonte: Associated Press