Mulher tem bicicleta roubada, faz cartaz para desabafar e cria 'corrente do bem'

Redação - O Estado de S.Paulo

Ela recebeu uma bicicleta de criança, abraço de uma mulher estranha e conseguiu o sorteio de uma bicicleta para quem precisa

Cartaz com desabafo de mulher após ter tido sua bicicleta roubada criou corrente do bem em Nova York.

Cartaz com desabafo de mulher após ter tido sua bicicleta roubada criou corrente do bem em Nova York. Foto: Instagram/@stevenspowers

A americana Amanda Needham mora no Brooklyn, em Nova York, e teve sua bicicleta roubada no dia 3 de março, logo após uma nevasca. Ela então decidiu criar um cartaz para a pessoa que a roubou, dizendo que usava a bicicleta todos os dias para ir ao trabalho e que não poderia comprar uma nova – o que, inesperadamente, criou uma rede de empatia e ajuda.

"À pessoa que roubou minha bicicleta: eu espero que você precisa dela mais do que eu. Eu paguei US$ 200, ela era usada, e eu preciso dela para ir para o trabalho. Eu não posso pagar por outra. Na próxima vez, roube um Peugeot de um hipster. Ou não roube. P.S.: Traga-a de volta!", dizia o cartaz, que ela colou em frente à sua casa.

De acordo com a ABC News, o cartaz ficou lá por cinco dias, até que uma pessoa bateu em sua porta: eram dois jovens que disseram-lhe que viram o cartaz e deram a ela uma bicicleta usada de criança com um pneu furado.

"Eu fiquei confusa, me pegou de surpresa, mas imediatamente eu percebi que era como eles estavam honestamente respondendo à minha honestidade também", disse Amanda à emissora.

Dias depois, mais uma pessoa bateu em sua porta, dessa vez era uma mulher, que deu uma abraço nela e disse-lhe que, se ela encontrasse uma bicicleta, levaria para ela. "Essas pessoas eram visivelmente pobres e elas estavam dando o que elas tinham. O que eu aprendi é que cada um de nós pode fazer algo. Nós todos podemos fazer alguma coisinha", refletiu.

No mesmo dia, Steven Powers, dono de uma loja de antiguidades, veio com uma oferta: ele queria comprar o cartaz de Amanda por US$ 200, mesmo valor que ela pagou na bicicleta. "Por ser um ciclista, eu tenho empatia por outros ciclistas. Eu tirei uma foto do cartaz, postei no Instagram e compartilhei com a comunidade de outros vendedores de antiguidades e arte", contou Powers. Então um vendedor do Reino Unido ofereceu os US$ 200 pelo cartaz.

Amanda aceitou o dinheiro e vai usá-lo para comprar uma nova bicicleta. Ela levou a bicicleta infantil que havia ganhado dos dois jovens para uma bicicletaria perto de sua casa, cuja dona é JoAnne Nicolosi. JoaAnne se ofereceu para consertá-la gratuitamente em troca de Amanda cuidar da loja dela nas redes sociais.

Agora, essa bicicletaria está doando a bicicleta infantil para quem precisar: é necessário seguir o perfil @Courtcycles no Instagram e comentar uma pessoa que está precisando do meio de transporte. O sorteio será feito no dia 31 de março.

"Eu não estou feliz por isso tudo ter acontecido, mas estou feliz por ter conhecido pessoas. O que eu quero tirar dessa situação toda não é me preocupar se eu perdi minha bicicleta, mas lembrar que esses pequenos atos realmente podem fazer a diferença", conclui Amanda.