Mulher reclama de cobrança de R$ 84 para ir a almoço de Natal

Redação - O Estado de S.Paulo

'Estou sendo irracional?', questionou ela em um site de discussões

Pessoas geralmente se dividem para levar pratos de comida diferentes.

Pessoas geralmente se dividem para levar pratos de comida diferentes. Foto: jill111/Pixabay

Você cobraria dinheiro da sua família pelo almoço de Natal realizado na sua casa? Esse foi o questionamento de uma mulher no site britânico Mumsnet, que reclamou da atitude da sogra.

"Meu companheiro acabou de me dizer que a mãe dele, com quem ele está tendo o almoço de Natal, quer [cobrar] dele 17 libras (R$ 83,55) por pessoa. Eu estou indo para o almoço da minha família e o convidei também, mas ele sempre passou lá, com os avós e irmãos dele", descreveu.

Segundo a explicação, a anfitriã não quer fazer o almoço do zero, quer alimentos pré-prontos, o que seria mais caro. "O que eu entendo, mas ele está desapontado agora e acha que quer vir para [a casa da] minha família", contou. "Eu posso ver [a situação] de ambos os lados e é um trabalho árduo e pode ser caro, mas não é como se ela fosse financeiramente destituída."

Por pensar assim, a mulher pergunta se estaria sendo irracional. Nos comentários, as pessoas concordaram que cobrar é algo "ruim" e que, geralmente, as famílias se dividem para cada um levar um prato de comida diferente.

Outros lançam um olhar mais imparcial sobre o caso e sugerem que, em vez de pensar que é uma cobrança, trata-se de uma contribuição para que todos desfrutem de um almoço.