Modelo indiana será indenizada em 271 mil dólares por corte malfeito em salão

Agências - AFP

Aashna Roy pediu à equipe um corte de cabelo clássico de 10 centímetros das pontas, porém, a cabeleireira cortou o cabelo deixando apenas 10 centímetros de comprimento

Um tribunal indiano ordenou que um salão de beleza pague em torno de 271 mil dólares em indenização a uma modelo por um corte de cabelo malfeito.

Um tribunal indiano ordenou que um salão de beleza pague em torno de 271 mil dólares em indenização a uma modelo por um corte de cabelo malfeito. Foto: Adam Winger/ unsplash

 

NOVA DÉLHI, ÍNDIA - Um tribunal indiano ordenou que um salão de beleza pague em torno de 271 mil dólares (cerca de R$ 1,45 milhão) em indenização a uma modelo por um corte de cabelo malfeito que, segundo ela, causou-lhe uma "grave depressão".

Aashna Roy foi a um salão em um hotel de luxo em Nova Délhi em 2018 e pediu à equipe um corte de cabelo clássico de 10 centímetros das pontas, de acordo com a sentença do tribunal da cidade.

"Para surpresa da demandante (Aashna Roy), porém, a cabeleireira cortou o cabelo, deixando apenas 10 centímetros, que mal chegava aos ombros", acrescenta o texto.

O tribunal concluiu que, como Roy havia feito carreira como modelo posando para anúncios de produtos para cabelo, esse corte causou-lhe "grave depressão e trauma".

"Não há dúvida de que as mulheres são muito cuidadosas com os cabelos", acrescenta a decisão.

"Gastam somas consideráveis para mantê-los em boas condições. Também são emocionalmente apegadas aos cabelos", diz a sentença.

"Ela perdeu contratos e sofreu uma grande perda que mudou completamente seu estilo de vida e acabou com seu sonho de se tornar uma supermodelo", acrescentou.

O tribunal condenou o salão a pagar 20 milhões de rúpias (US$ 271.000 - cerca de R$ 1,45 milhão) no prazo de oito semanas após o anúncio da sentença. A parte acusada ainda pode recorrer da decisão.