Garotinha se veste de 'super menina' para comemorar fim de quimioterapia

Redação - O Estado de S.Paulo

Emilie Meza tem apenas um ano e, desde os nove meses, luta contra uma leucemia

'Super Menina': Emilie só tem um ano, mas já é uma grande guerreira ao lutar contra uma leucemia.

'Super Menina': Emilie só tem um ano, mas já é uma grande guerreira ao lutar contra uma leucemia. Foto: facebook.com/pg/emiliemezasmatch

A última quarta-feira, 2, foi um dia mais que especial para a pequena Emilie Meza, uma menina de um ano que mora em Saint Petersburg, na Flórida, EUA: ela terminou seu tratamento de quimioterapia.

Os pais da garota filmaram o momento em que Emilie, vestida com uma fantasia de 'super menina', tocou o sino do Hospital Infantil John Hopkins e recebeu alta. O vídeo foi compartilhado no Facebook e já tem mais de 19 mil visualizações.

"Hoje foi tão especial, assustador, emocionante e cheio de alegria. Emilie recebeu alta do hospital. Nós vamos continuar morando a apenas cinco minutos dele, porque teremos muitas consultas, cuidados médicos em casa, ainda ficaremos longe da nossa família, mas nós estamos felizes em dizer que Emilie terminou sua quimioterapia! Um grande passo ficou para trás, agora nós vamos começar outro. Estamos muito felizes em darmos a Emilie um início a uma vida semi-normal de uma criança", escreveu o pai na legenda.

Quando tinha apenas nove meses, Emilie foi diagnosticada com leucemia mielóide aguda, uma espécie de câncer no sangue. Por isso, ela precisou de um transplante de medula óssea, e os pais começaram uma campanha para conseguir um doador. Com a ajuda de campanhas nas redes sociais e reportagens em jornais locais, mais de 3500 pessoas se ofereceram para doar - mas, infelizmente, nenhuma era totalmente compatível.

Então o pai de Emilie foi o doador, mesmo sendo apenas metade compatível. Com muita quimioterapia, foi possível fazer o transplante e, agora, a menina deverá ter acompanhamento médico frequente. A família criou uma campanha em uma plataforma de financiamento coletivo para ajudar com custos médicos e de moradia. O valor pedido é de US$ 20 mil e já foram arrecadados mais de US$ 19 mil.