McDonald's vai substituir canudos de plástico na Austrália

Redação - O Estado de S.Paulo

Rede de fast-food pretende diminuir a poluição marinha e já começou a troca em outros países

Empresa tem estratégia de sustentabilidade global com políticas voltadas para a preservação da vida marinha.

Empresa tem estratégia de sustentabilidade global com políticas voltadas para a preservação da vida marinha. Foto: Stringer/Reuters

Nesta semana, o McDonald's informou que substituirá os canudos de plástico por canudos de papel em todas as unidades da Austrália até 2020. Os primeiros testes começarão no mês que vem e o anúncio foi feito uma semana depois do Starbucks noticiar o mesmo plano.

A proibição tem o objetivo de reduzir a poluição marinha e faz parte da política de sustentabilidade global da rede de fast-food. "Como uma das maiores empresas de restaurantes do mundo, sabemos que temos a responsabilidade e a oportunidade de fazer mudanças significativas", afirma Robert Sexton, diretor da cadeia de suprimentos do McDonald's na Austrália, em comunicado à imprensa.

Sexton acredita que os canudos de plástico são um assunto de interesse dos clientes, e que a iniciativa foi uma solução viável para preservar a natureza. A companhia já faz a separação de líquidos, plásticos, copos de papel e resíduos orgânicos em oito restaurantes do país. Além disso, informou em nota que trabalha com fornecedores locais para trocar os canudos de plástico por de papel.

No mês passado, o McDonald's  iniciou a mudança no Reino Unido e na Irlanda, e pretende lançá-la nos Estados Unidos, na Suécia, França e Noruega no final deste ano.