Marca é atacada após post com referência a Pink Floyd ser confundido com símbolo LGBT

Redação - O Estado de S.Paulo

Em seu Facebook, a Polenguinho publicou uma imagem relacionada ao álbum 'The Dark Side of the Moon', mas alguns internautas não entenderam a referência

Post feito pela Poleguinho fazendo referência à álbum de Pink Floyd causou mal entendido.

Post feito pela Poleguinho fazendo referência à álbum de Pink Floyd causou mal entendido. Foto: Facebook/Polenguinho

Na última segunda-feira, 16, a página do Facebook da Polenguinho, da Polenghi, publicou uma peça publicitária fazendo referência ao álbum The Dark Side of the Moon (1973), do Pink Floyd. Porém, a imagem gerou mais repercussão do que o esperado porque muitos internautas acharam que se tratava de uma campanha apoiando a causa LGBT.

Por conta disso, a publicação ficou repleta de críticas nos comentários, que iam desde citações de trechos bíblicos até mensagens que mostravam "decepção" pela marca apoiar a causa. Alguns internautas chegaram a dizer que iriam boicotar a marca de queijos.

Após tantos comentários, a própria Poleguinho teve de se pronunciar. Em comentário fixado na publicação, a marca explicou a intenção da imagem. "Nossa equipe criativa teve como inspiração a capa do álbum The Dark Side of The Moon para 'brincar' com o conceito de fominha, tão utilizado quando o assunto é Poleguinho. Prezamos pela paz, respeito e pela igualdade em nossa comunidade. Embora não tenhamos feito alusão ao movimento LGBT, temos máximo respeito pela causa", explicou a marca.

Comentários preconceituosos contra a comunidade LGBT e outras minorias são comuns na internet e, muitas vezes, são feitos por grupos organizados de adolescentes que se divertem disseminando ódio. Porém, cada vez mais, muitas empresas tem abraçado a causa LGBT publicamente em suas campanhas e posicionamentos oficiais. 

 

VEJA TAMBÉM: Países onde o casamento homossexual é legalizado