Maioria dos muçulmanos dos EUA é favorável ao casamento gay, diz pesquisa

Redação - O Estado de S.Paulo

Estudo revelou que a rejeição ao casamento homossexual caiu nos últimos cinco anos e se tornou minoria entre os três principais grupos étnicos do país

Cresce o número de norte-americanos que são a favor do casamento homoafetivo

Cresce o número de norte-americanos que são a favor do casamento homoafetivo Foto: Pixabay/@gagnonm1993

Uma pesquisa conduzida pelo Instituto Público de Pesquisas Sobre Religião (PRRI) constatou que a rejeição ao casamento homossexual nos Estados Unidos caiu nos últimos cinco anos.

O instituto é uma organização sem fins lucrativos que conduz pesquisas independentes sobre temas que relacionam religião, cultura e políticas públicas. Os resultados obtidos mostraram que os três grandes grupos étnicos (hispânicos, negros e brancos) são, em sua maioria, favoráveis ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Pela primeira vez, uma maioria de 51% dos muçulmanos vivendo no país estão de acordo com a permissão ao casamento homossexual. Entre os grupos religiosos, apenas os conservadores brancos, principalmente evangélicos (58%) e os mórmons (53%), apresentaram maioria contrária à medida.

A pesquisa entre as minorias religiosas mostrou uma aceitação ainda maior: entre os unitaristas, é de 97%; entre os budistas, 80%; disassociados de qualquer religião, 80%; judeus americanos, 80%; e entre os hindus, 75%.

Dentro dos grupos raciais e religiosos, as porcentagens variaram de acordo com a faixa etária e o grau de conservadorismo político. Jovens de 18 a 29 anos são mais favoráveis (77%), ao passo que os mais conservadores tanto republicanos quanto democratas eram mais suscetíveis a se opor ao casamento homossexual.

 

VEJA TAMBÉM: Os países que permitem o casamento homoafetivo