Livro gratuito conscientiza crianças sobre desmatamento ilegal na Amazônia

Redação - O Estado de S.Paulo

No último ano, ação irregular cresceu 15% na região, segundo dados do Imazon

Foto:

Idealizado pela escritora e ilustradora Gabriela Brioschi, o livro SustentaMundo - Viagem Amazônica quer conscientizar crianças sobre o desmatamento ilegal na região. 

Além de o papel da obra ser produzido a partir de fontes responsáveis, a publicação pode ser baixada gratuitamente em três idiomas. O conteúdo pode ser adquirido clicando aqui.

Para as crianças que ainda não sabem ler, o SustentaMundo - Viagem Amazônica ainda tem o recurso de audiobook em todos os capítulos. 

A personagem principal do livro, GabyGaby, realiza o sonho de visitar os tios em Manaus e conhecer a maior floresta tropical do planeta. “Por meio do olhar da personagem, queremos estimular o leitor a refletir sobre assuntos que estejam ligados diretamente ao meio ambiente, à sustentabilidade e ao turismo comunitário, podendo ser discutidos internamente dentro de uma sala de aula ou mesa de discussão entre alunos e professores", afirma Gabriela Brioschi. 

O livro 'SustentaMundo - Viagem Amazônica' tem selo FSC - papel misto produzido a partir de fontes responsáveis - e pode ser baixado em três idiomas gratuitamente, além de possuir audiobook de todos os capítulos para que crianças ouçam a história.

O livro 'SustentaMundo - Viagem Amazônica' tem selo FSC - papel misto produzido a partir de fontes responsáveis - e pode ser baixado em três idiomas gratuitamente, além de possuir audiobook de todos os capítulos para que crianças ouçam a história. Foto: Divulgação

Dados do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), divulgado pelo instituto de pesquisa Imazon, apontam que o desmatamento na Amazônia Legal aumentou 15% neste último ano. 

O SustentaMundo faz parte de um conjunto de projetos culturais, educativos e que são multiplataforma. Através da personagem GabyGaby, assuntos como mudanças climáticas, educação ambiental, emocional, necessidades cotidianas, alimentação e tecnologia são abordados para crianças entre quatro e 12 anos de idade. 

A obra é idealizada pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei de Incentivo à Cultura e tem patrocínio da Via Quatro, BahiaGás e do governo do Estado da Bahia. Também tem apoio da Fundação Amazonas Sustentável (FAS Amazonas) e das secretarias de educação das cidades de Ilhéus e Itabuna.