Leonardo DiCaprio compartilha campanha da WWF por veto de Temer

Redação - O Estado de S.Paulo

ONG pede que o presidente vete medidas provisórias que diminuem áreas de floresta na região da Amazônia

Leonardo DiCaprio é conhecido por seu engajamento com causas ecológicas

Leonardo DiCaprio é conhecido por seu engajamento com causas ecológicas Foto: Carlo Allegri/ Reuters

A WWF-Brasil, ONG de conservação da natureza, iniciou nesta terça-feira, 30, campanha de arrecadação de assinaturas para uma petição contra medidas que ameaçam florestas na Amazônia. A petição é direcionada ao presidente Michel Temer.

"O Congresso brasileiro liberou 1,5 milhão de acres da Amazônia para desmatamento. Pedimos ao presidente Michel Temer que vete esta ação" dizia um tuíte da WWF no último dia 26.

A campanha da ONG tem como objetivo pressionar o presidente para que vete integralmente as Medidas Provisórias 756/2016 e 758/2016, que tratam da alteração de limites da Floresta Nacional de Jamanxim e do Parque Nacional de Jamanxim, no oeste do Pará.

Leonardo DiCaprio mostrou preocupação com o tema ao retuitar o post para os seus quase 18 milhões de seguidores. O ator é conhecido por seu engajamento ambiental e já fez apelo, por exemplo, para a proteção de uma espécie de golfinho no México.

O principal objetivo das duas medidas é liberar a construção da ferrovia EF-170, que ligará o Mato Grosso ao norte do Pará. Com a sua aprovação, largas extensões da Floresta Nacional e do Parque Nacional se tornarão Áreas de Proteção Ambiental.

A mudança de categorias representa alteração no seu grau de conservação. Isso significa que as áreas em questão, aproximadamente do mesmo tamanho do território do Distrito Federal, poderão ser utilizadas para agropecuária, extração de madeira e até vendidas e compradas por particulares.