Lego anuncia peças em braille para desenvolver habilidades de crianças cegas

Redação - O Estado de S.Paulo

Blocos de montar terão o mesmo número de tachas usadas pelo alfabeto tátil

Lançamento dos blocos de montar em braille está previsto para 2020.

Lançamento dos blocos de montar em braille está previsto para 2020. Foto: REUTERS/Kai Pfaffenbach

Preocupada com o desenvolvimento de crianças cegas, a Lego anunciou que fará peças em braille. O objetivo da marca de blocos de montar é permitir que cegos ou deficientes visuais tenham a oportunidade de aprender por meio de brinquedos. O anúncio do projeto foi feito nesta quarta-feira, 24, durante uma conferência de marcas sustentáveis em Paris, na França.

“O conceito por trás dos blocos de braille da Lego foi inicialmente proposto à Fundação Lego em 2011 pela Associação Dinamarquesa dos Cegos e novamente em 2017 pela brasileira Fundação Dorina Nowill para Cegos”, diz o comunicado. Além do Brasil e Dinamarca, o Reino Unido e a Noruega também participaram do desenvolvimento dos protótipos, que agora estão em fase de teste nos países.

As peças serão feitas com o mesmo número de tachas usadas para as letras e números do alfabeto braille, mas sem perder a compatibilidade com o sistema Lego. “Nós acreditamos firmemente que os blocos podem ajudar a aumentar o interesse em aprender braille”, completa a nota.

O lançamento dos novos blocos de montar está previsto para 2020, que serão distribuídos gratuitamente para instituições parceiras.