Lego anuncia modelo de máquina de escrever com 2 mil peças

Luiz Henrique Gomes - Especial para o Estadão

Novidade é inspirada na ideia de um fã e foi submetida a uma votação popular; modelo vai custar R$ 1 mil

Lego anuncia modelo de máquina de escrever com 2 mil peças.

Lego anuncia modelo de máquina de escrever com 2 mil peças. Foto: Lego

 

As gerações que nasceram na era dos smartphones devem se perguntar ao se verem diante de uma máquina de escrever: “que objeto é este que tem um teclado sem tela?”. Substituída há pelo menos 20 anos por computadores, as máquinas seguiam o rumo da extinção – ou dos antiquários espalhados por aí – num mundo permeado por telas. Bom, pelo menos até a Lego anunciar nesta quarta-feira, 9, um modelo de 2.079 peças que montam uma máquina clássica.

A novidade é inspirada na ideia de um fã, o britânico Steve Guiness, que a registrou no site da empresa. A proposta foi submetida a votação popular e recebeu mais de 10 mil votos. 

De acordo com a CNN, o modelo recria o funcionamento de uma máquina de escrever reproduzindo as mesmas mecânicas de uma original, inclusive a troca de papel físico. As barras da máquina sobem a cada vez que uma tecla é pressionada para aproximar a experiência ainda mais do real, embora o brinquedo não funcione de fato.

O responsável pela ideia, Steve Guiness, afirmou numa coletiva de imprensa que a intenção dele era criar algo totalmente diferente de tudo que a Lego havia feito antes. "Comprei uma máquina de escrever para observar seu funcionamento até ficar feliz com o design do Lego. Espero que traga nostalgia para fãs adultos como eu", disse.

 

Além do apelo à nostalgia, a empresa ressalta que o modelo vai proporcionar que as novas gerações tenham contato com este objeto pela primeira vez.

Além do apelo à nostalgia, a empresa ressalta que o modelo vai proporcionar que as novas gerações tenham contato com este objeto pela primeira vez. Foto: Lego

 

A máquina será lançada em julho no site da empresa e será vendida por 199,99 dólares (o equivalente a R$ 1.012, na cotação atual). O preço no Brasil ainda não foi divulgado. "A fuga do mundo conectado para a simplicidade da máquina de escrever é uma experiência semelhante ao processo de construir com peças de Lego", afirmou o vice-presidente global de marketing da Lego, Federico Begher, à CNN. 

Além do apelo à nostalgia, a empresa ressalta que o modelo vai proporcionar que as novas gerações tenham contato com este objeto pela primeira vez. Talvez o modelo represente o ponto de virada para mudar o rumo das máquinas e fazê-las, mais uma vez, um objeto desejado. Poderemos voltar a escutar em breve o barulho incessante das teclas por aí.