Jornal é acusado de sexismo por cobertura da reunião entre Donald Trump e Kim Kardashian

Redação - O Estado de S.Paulo

Capa do tabloide ‘New York Post’ trazia insinuações sobre o corpo da personalidade

Personalidade Kim Kardashian

Personalidade Kim Kardashian Foto: Eduardo Munoz/Reuters

O jornal New York Post sofreu uma série de críticas nas redes sociais após classificar a reunião entre Kim Kardashian e Donald Trump na última quarta-feira, 30, como “O outro encontro com o bundão”.

A capa do jornal ainda chamava a personalidade de Kim Thong Un (“tanga”, em tradução livre), fazendo trocadilho com o nome de Kim Jong Un, líder da Coreia do Norte que também estuda fazer um encontro com Trump, além de fazer outras referências ao corpo de Kim Kardashian.

O tabloide trouxe a manchete em sua capa do dia seguinte ao encontro entre a personalidade e o presidente dos Estados Unidos. Muitos leitores usaram as redes sociais para acusar a publicação de usar tom sexista e misógino para cobrir o encontro.

Os dois usaram a ocasião para falar sobre o sistema prisional norte-americano e Kim Kardashian pediu ao republicano que revogue a prisão perpétua de uma mulher condenada por um crime relacionado a drogas.

 

Great meeting with Kim Kardashian today, talked about prison reform and sentencing.

Uma publicação compartilhada por President Donald J. Trump (@realdonaldtrump) em

Confira alguns comentários dos internautas:

Tradução: Essa capa é sexista e patética. Faça melhor, New York Post.

Tradução: Vocês vão mesmo me fazer defender a Kim Kardashian? "O encontro com o outro bundão", caso alguém queira dizer que eles estão se referindo à personalidade dela, o jornal fez outras três menções ao corpo dela".

Tradução: Não sou uma grande fã da Kim, mas essa manchete é de mau gosto

Tradução: Melhor coisa do mundo! Melhor coisa que eu já vi na internet!

Tradução: Sabe, não sou uma fã da Kim Kardashian, nem um pouco, mas ela está tentando fazer o que considera certo que vai ajudar as pessoas ao longo prazo. Eu respeito isso.