'John Lennon argentino' aproveita semelhança e encarna espírito do ídolo

Agência - Reuters

Fãs de todo o mundo renderam homenagens ao ex-Beatle, morto há 40 anos

Javier Parisi, o 'John Lennon argentino', durante entrevista à Reuters em Lanús

Javier Parisi, o 'John Lennon argentino', durante entrevista à Reuters em Lanús Foto: REUTERS/Agustin Marcarian

O argentino Javier Parisi é fã dos Beatles desde os 8 anos. Ele formou uma banda em homenagem aos músicos, tocou no Cavern Club de Liverpool e promoveu uma biografia em espanhol. E ele também é a cara de John Lennon.

Fãs de todo o mundo renderam homenagens a Lennon e sua música nesta semana, 40 anos depois que ele foi morto a tiros em Nova York

Parisi, de 40 anos, percebeu a notável semelhança com o Beatle ainda adolescente.

“A semelhança física obviamente existe e, com o passar do tempo, comecei a estudar o personagem”, disse Parisi, vestido de Lennon, à Reuters em sua casa em Lanús, subúrbio de Buenos Aires.

Em 2009, Allan Williams, o primeiro empresário dos Beatles, foi à Argentina e convidou a banda de Parisi para tocar na Beatle Week em Liverpool. “Como fã e admirador, eu disse ‘é isso, o que mais pode acontecer comigo?’”, afirmou Parisi, que até estudou o sotaque de Liverpool e o jeito de Lennon cantar.

Em Liverpool, a semelhança levou transeuntes a abraçá-lo nas ruas, tirar fotos e até convidá-lo para um chá, contou. Parisi disse que planeja fazer uma turnê europeia no próximo ano, estrelar um filme e participar de um musical na Argentina.

“O universo sabe quando as coisas têm que acontecer e para isso você tem que estar preparado e trabalhar porque se você apenas esperar pelas coisas, elas não acontecerão”, declarou.