Japão tem primeira transgênero eleita como membro de assembleia

Agência Ansa - ANSA

Ayako Fuchigami disputou uma cadeira na assembleia do leste da cidade de Sapporo, na ilha de Hokkaida, e foi considerada um marco para a causa LGBT no país

Ayako Fuchigami durante campanha.

Ayako Fuchigami durante campanha. Foto: Facebook / @profile.php?id=100005834470895

A japonesa Ayako Fuchigami tornou-se a primeira pessoa transgênero a ser escolhida como membro de uma assembleia provincial no Japão. A informação foi revelada nesta terça-feira, 9, pelo jornal japonês Mainichi, após as eleições locais realizadas no último domingo, 7.

Fuchigami, que concorreu pelo Partido Constitucional Democrático de Japão (PCDJ), disputou a cadeira na assembleia do leste da cidade de Sapporo, na ilha de Hokkaida.

De acordo com a associação LGBT para representantes locais no Japão, a eleição da candidata marca a primeira vez que uma pessoa transexual ocupa uma posição em uma assembleia municipal do país.

"Quero retribuir o favor aos que me apoiaram, trabalhando duro para criar uma sociedade na qual o LGBT possa ser ativo", agradeceu Fuchigami após conhecer o resultado, segundo a publicação.

Durante a campanha eleitoral, a transgêneros defendeu o reconhecimento legal de casais homossexuais, além de pedir uma estrutura que permita o envolvimento dos LGBT na educação.

A japonesa nasceu na província de Saga, na ilha de Kyusu, e estudou na Universidade de Hokkaido. Em 2000, ela começou a trabalhar no Ministério da Agricultura, onde realizou pesquisas sobre os grãos de arroz capazes de serem cultivados em locais frios.