Internet dá tom cômico à lista de Fachin

Redação - O Estado de S.Paulo

Memes irônicos ilustram satisfação por não estar entre os alvos de inquérito, mesmo que estejam na lista da Serasa

Ministro do STF Edson Fachin, que determinou abertura de inquéritos contra 71 políticos em exercício no Brasil.

Ministro do STF Edson Fachin, que determinou abertura de inquéritos contra 71 políticos em exercício no Brasil. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Logo após o Estado ter publicado a Lista de Fachin na terça-feira, 11, a internet encontrou um jeito de tornar a situação cômica, além de trágica. As hastags 'Lista de Fachin' e 'Não to na Lista de Fachin' ficaram populares e estão sendo associadas a memes no Twitter.

Enquanto a Lista de Fachin nomeia os 71 políticos alvos de abertura de inquérito pelo Supremo Tribunal Federal (STF), as piadas giram em torno de não estar na lista do STF mas ter nome sujo na Serasa, a satisfação em acordar e saber que não será investigado e, por fim, as conclusões de que não está na Lista de Fachin, tampouco na lista dos que serão presenteados nessa Páscoa. 

Veja: