Integrantes de banda alemã se beijam em protesto contra leis homofóbicas na Rússia

Redação - O Estado de S.Paulo

‘Rússia, nós te amamos’, diz a legenda da foto em que guitarristas protagonizam cena em Moscou

A banda alemã Rammstein. 

A banda alemã Rammstein.  Foto: Instagram/@rammsteinofficial

Os integrantes da banda alemã Rammstein decidiram fazer um protesto contra leis homofóbicas durante um show em Moscou. O governo de Vladmir Putin aprovou a proibição da chamada ‘propaganda gay’, em 2013. 

O documento prevê que é vetada a promoção de ‘relações sexuais não tradicionais’, com penas que podem chegar a R$ 340. Se a chamada ‘propaganda’ ocorrer em empresas ou escolas, a multa pode ultrapassar 30 mil reais.

A homossexualidade deixou de ser crime em território russo em 1993. Até 1999, era considerada doença mental. 

Em turnê pelo país para divulgar o novo álbum Rammstein, a banda aproveitou a apresentação da música Ausländer para protestar contra a homofobia.

Os guitarristas Paul Landers e Richard Kruspe se beijaram no palco do estádio Luzhniki na terça, 30. “Rússia, nós te amamos”, diz a legenda das fotos da apresentação que foram publicadas no perfil oficial do grupo alemão.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

??????, ?? ????? ????! Photos: @jenskochphoto

Uma publicação compartilhada por Rammstein (@rammsteinofficial) em