Projeto do Sesc mostra música instrumental em estilos como rock, percussão e eletrônica

Redação - O Estado de S.Paulo

Com entrada franca, Instrumental Sesc Brasil ocorre toda segunda-feira de janeiro, em São Paulo

Os músicos Carlos Trilha e Federico Puppi. 

Os músicos Carlos Trilha e Federico Puppi.  Foto: QuinhoMibach

Há quase quatro décadas, o Instrumental Sesc Brasil prestigia a música em diversas vertentes e começa, em janeiro, com shows gratuitos às segundas-feiras, às 19h. As apresentações ocorrem no Teatro Anchieta do Sesc Consolação. Como de costume, os ingressos são distribuídos uma hora antes de cada show.

O músico Carlos Trilha vai trazer canções em versões futuristas de Vangelis, Villa-Lobos, Jean Michel Jarre, Carlos Gomes e Kraftwerk. Ele utilizará sintetizadores, sequencers e drum machines analógicos dos anos de 1970 e início de 1980. Também haverá projeção de imagens e vídeos gerados em tempo real, que serão sincronizados através de softwares desenvolvidos especialmente para cada performance.

O músico italiano Federico Puppi, radicado no Brasil, unirá Beethoven e música eletrônica. Com mais de 20 anos de carreira, a multi-instrumentista Michelle Abu vai misturar sons da música popular brasileira e rock. Com um set de percussão, bateria e samples, com baixo moog, guitarra, violões e bases eletrônicas, a artista apresenta grooves pesados de rock mesclados com ritmos brasileiros. Confira a programação completa.

Instrumental Sesc Brasil

Carlos Trilha - Concerto número 1 para sintetizadores

Data: 14/01 (Segunda-feira, às 19h). Grátis (ingressos 1 hora antes). Livre 

Federico Puppi

Data: 21/01 (Segunda-feira, às 19h). Grátis (ingressos 1 hora antes). Livre 

Michelle Abu

Data: 28/01 (Segunda-feira, às 19h). Grátis (ingressos 1 hora antes). Livre

 

Sesc Consolação

Endereço: Rua Dr. Vila Nova, 245, Vila Buarque, São Paulo

Informações: (11) 3234-3000