Idoso perde casa em furacão mas se recusa a ir embora sem seus cachorros

- O Estado de S.Paulo

'Eu morro com os meus cachorros, não vou deixá-los sozinhos', disse Antonio Nuñes, de 79 anos

Idoso e um de seus cachorros.

Idoso e um de seus cachorros. Foto: Reprodução/Facebook

Durante a passagem do furacão Otto pela Costa Rica, centenas de pessoas perderam suas casas e António Núñez foi um deles. O homem de 79 anos, no entanto, se recusou a ir embora da Estrada de Matina, local onde morava, sem seus cachorros.

"Eu morro com meus cachorros, não vou deixá-los sozinhos. Se os cachorros podem ir comigo, eu vou", disse ao jornal local La Nación. O idoso e três de seus cachorros foram resgatados por um jovem e ficaram na casa de um vizinho, segundo informações da BBC.

No dia seguinte, Nuñez encontrou o outro cachorro na casa completamente destruída pela água por causa do rompimento de uma barragem. "Eu perdi tudo. Não sobrou roupa, não sobrou nada", disse o idoso.

Os animais e o idoso foram ajudados pela ONG Rescate Animal, que levou Núñes para uma casa alugada por três meses em um lugar seguro. A melhor parte é que ele pôde ficar com os animais.

Como muita gente se emocionou com sua história, o homem ainda recebeu doações de móveis e ração para os cachorros.