Hospital recusa doação de homens que se vestiram de ‘enfermeiras sexy’ para arrecadar dinheiro

Redação - O Estado de S. Paulo

Diretor do Ludlow Hospital disse que ação era ‘insultante para a profissão’

Ludlow Hospital fica na pequena cidade de Shropshire, no Reino Unido

Ludlow Hospital fica na pequena cidade de Shropshire, no Reino Unido Foto: Google Street View/Reprodução

Um hospital britânico recusou uma doação de 2,5 mil libras (aproximadamente R$ 10 mil) após saber que a quantia veio de um grupo de homens que se vestiu como ‘enfermeiras sexy’ para arrecadar os fundos.

Os homens angariaram o dinheiro para o Ludlow Hospital, em Shropshire, no Reino Unido, empurrando uma cama ao redor da cidade, enquanto usavam uniformes de enfermeiras, perucas e maquiagem.

"A apresentação de homens vestidos como enfermeiras de uma forma altamente sexualizada e degradante é errado, muito desatualizado e insultante para a profissão", declarou Jan Ditheridge, presidente-executivo da Comunidade de Saúde de Shropshire, ao jornal Metro.

Peter Corfield, representante da Liga dos Amigos do Ludlow Hospital, foi um dos organizadores da ação e afirmou que é uma “tradição de 30 anos” pedir dinheiro desta forma na região. Além disso, ele chamou a recusa do hospital de “absolutamente ridícula”.

Em resposta, Ditheridge enviou uma nota a Corfield, dizendo que já havia alertado sobre a ‘brincadeira inapropriada’ durante uma reunião no ano passado e que, por isso, não pôde aceitar a doação desta vez.

Segundo Corfield, o dinheiro era destinado à compra de novos equipamentos de eletrocardiograma.

"Nós nunca pretendemos ofender ninguém e, sendo honesto, não acho que fizemos isso. Todo mundo se sentiu desanimado, sabendo que nossos esforços podem ter sido em vão”, declarou o engenheiro Simon Morgan, que também se fantasiou de enfermeira.