Homem voa com balões de hélio pela África do Sul por duas horas

Redação - O Estado de S. Paulo

‘Foi um sentimento indescritível flutuar pela África sobre uma cadeira barata suspenso por um monte de balões’, disse autor da façanha

Tom Morgan foi alçado a 2530 metros de altitude

Tom Morgan foi alçado a 2530 metros de altitude Foto: YouTube / The Adventurists

Durante duas horas, Tom Morgan, administrador da companhia The Adventurists - que realiza eventos de aventura ao redor do mundo -, viveu a cena do filme Up - Altas Aventuras em que a casa do velhinho Carl Fredericksen voa com balões: ele foi alçado a uma altitude de 2.530 metros e percorreu uma distância de 24 quilômetros na África do Sul sustentado apenas por balões de hélio e uma cadeira de campismo.

“Foi um sentimento indescritível, flutuar pela África sobre uma cadeira barata suspenso por um monte de balões”, afirmou ele em entrevista ao site Huffington Post. Morgan demorou dois dias para encher todos os 100 balões que o fariam planar. O voo ocorreria originalmente na Botswana, mas, após muitas tentativas falhas, foi realocado para o norte de Joanesburgo, na África do Sul.

Matthew Dickens, organizador de eventos da The Adventurists, revelou à CBS que duvidava que Morgan voltasse vivo do voo. “Não pensamos que ele fosse lidar com isso. Mas ele chegou até o fim”, contou Dickens.

“Mantive minha calma e comecei gradualmente a cortar os balões”, disse Morgan à BBC. A The Adventurers também realiza competição com motos sobre o maior lago congelado da Rússia. Sobre o voo com balões de hélio, Morgan afirmou: “Já fizemos muitas coisas ridículas no passado, mas esta está lá em cima com elas. Não consigo esperar até subir isto e fazer uma corrida completa no próximo ano”.