Homem processa companhia aérea que prometia champanhe e entregava espumante

Redação - O Estado de S. Paulo

Ele pede compensação financeira pela diferença de preço entre as bebidas

Usados como sinônimos ou até confundidos entre si, espumante e champanhe têm suas diferenças

Usados como sinônimos ou até confundidos entre si, espumante e champanhe têm suas diferenças Foto: StockSnap / Pixabay

Um passageiro está processando a empresa de linhas aéreas canadense Sunwing por servir a ele espumante em vez de champanhe. Segundo Daniel McDuff, a companhia havia prometido um brinde de champanhe como cortesia em seu voo para Cuba em fevereiro. Ele teria recebido, no entanto, apenas um espumante em copo de plástico. As informações são da People.

Normalmente usados como sinônimos ou mesmo confundidos entre si, espumante e champanhe possuem suas especificidades. Enquanto o espumante é um tipo de vinho que sofre uma segunda fermentação, responsável por produzir a efervescência típica da bebida, o champanhe nada mais é um espumante particular produzido na região de Champagne, na França.

Em declaração, a Sunwing afirmou que o processo é “frívolo e sem mérito”, além de apontar que as expressões “serviço de champanhe” e “férias de champanhe” usadas em seus anúncios tinham a ver com o nível do serviço e não com o tipo de drinque servido. 

O advogado de McDuff, Sébastien Paquette, disse que a propaganda enganou os consumidores. “Você está tentando atrair consumidores ao vender algo e não está dando isso para eles. É uma prática desonesta”, afirmou em declaração. 

O processo, que ainda vai ser certificado pelos tribunais canadenses, pede compensação financeira pela diferença de preço entre as bebidas servidas. A Sunwing afirma que não faz mais referência a champanhe em suas propagandas e seus websites deixam claro que os passageiros ganham espumante.