Homem é proibido de entrar no próprio jardim após briga com vizinha

Redação - O Estado de S.Paulo

Michael Oram ameaçou Jasmine McMurdo caso ela chegasse perto das plantas

Um aposentado londrino foi proibido de entrar em seu próprio jardim após ameaçar uma vizinha que também queria cuidar do local

Um aposentado londrino foi proibido de entrar em seu próprio jardim após ameaçar uma vizinha que também queria cuidar do local Foto: Pixabay/rawpixel

O inglês Michael Oram, 74, foi proibido de entrar em seu próprio jardim após a Justiça condená-lo por uma briga que teve com uma vizinha. Jasmine McMurdo, que mora no apartamento abaixo de Oram, entrou com a ação alegando que o aposentado a ameaçou caso ela chegasse perto do jardim comunal do prédio e fez furos no piso, onde propositadamente despejava água na casa de Jasmine.

As brigas começaram quando a mulher começou a cuidar do jardim, que antes era de responsabilidade de Oram. O aposentado alegou na audiência que Jasmine não entende nada de jardinagem e estava estragando as plantas, mas negou que a tivesse ameaçado. Mas Jasmine gravou uma mensagem na qual Oram ameaça ela e seu filho caso cheguem perto do jardim.

A Justiça concordou com a argumentação de Jasmine e proibiu Oram de entrar em seu jardim por um ano, além de condená-lo a uma multa de 500 libras (cerca de R$ 2,5 mil) como danos morais e 998 libras (aproximadamente R$ 5,1 mil) para custear os reparos que as goteiras causaram no apartamento de Jasmine.