Homem completa a Maratona de Londres com ajuda de um exoesqueleto

Redação - O Estado de S.Paulo

Simon Kindleysides percorreu 42 quilômetros em 36 horas e se tornou o primeiro homem com paralisia a finalizar a prova

Simon Kindleysides realizou a façanha com a ajuda de um exoesqueleto

Simon Kindleysides realizou a façanha com a ajuda de um exoesqueleto Foto: Pixabay/@Free-Photos

O inglês Simon Kindleysides entrou para a história ao se tornar o primeiro homem com paralisia a completar a Maratona de Londres. Ele realizou o feito em 36 horas de prova no último dia 22.

Simon foi diagnosticado com um tumor cerebral e com uma disfunção neurológica em 2013 que o deixaram paralisado da cintura para baixo. Ele usou uma roupa robótica conhecida como exoesqueleto, que ajuda pessoas com paralisia a se moverem, para percorrer o trajeto da prova.

"Eu nunca tinha andado 42 quilômetros nem quando ainda tinha o movimento das pernas, então só o fato de completar a prova já foi uma conquista e tanto. Eu estou com muita dor", disse Simon ao Eastern Daily Press.

Ele contou que o feito foi como um sonho se realizando e que seus filhos receberam muitos elogios na escola e estão orgulhosos. "Eu só queria mostrar que qualquer coisa é possível se você tiver foco. Você pode ficar na cama sentindo pena de si mesmo ou pode sair e aproveitar a vida, pois só vivemos uma vez", falou.

Apesar dele ter sido o primeiro homem com paralisia a completar a Maratona de Londres, outra mulher já havia realizado a façanha. Em 2012, Claire Lomas também completou o trajeto de 42 quilômetros, porém demorou 16 dias.

Nem ela, nem Simon receberam medalha de participação, uma vez que é preciso percorrer todo o percurso no mesmo dia do início da competição. No entanto, ambos ganharam medalhas de outros corredores por sua determinação.

Confira o momento da chegada:

Tradução: "História sendo feita: Simon completou a Maratona de Londres 2018. O primeiro homem com paralisia a completá-la. Ele cruzou a linha de chegada após 36 horas de caminhada"