Fuja dos maus partidos de costume

Barton Goldsmith* - Tribune News Service

Muitos se sentem atraídos por certas pessoas que quebram nosso coração e nosso bolso; se você costuma ser uma dessas vítimas, precisa parar de se relacionar com esse tipo de gente

Foto: Pixabay

Às vezes, sem perceber você deixa alguém se meter em sua vida - alguém sem muito boas intenções.

Pode ser difícil sacar essas pessoas. Elas começam sendo boazinhas e às vezes continuam assim por muito tempo. Mas, descobrindo como tirar vantagem, é exatamente o que vão fazer (mesmo que isso implique pisar em você). E para você o que pode sobrar é sofrimento e um punhado de contas.

Se isso já aconteceu com você, aceite minha solidariedade. Traumas desses podem afetar para sempre nossas vidas. Mas sempre dá para evitar que aconteça de novo. Primeiro, é preciso admitir que a culpa é sua por trazer para sua vida a pessoa que tentou arruiná-la; em seguida, é hora de tomar algumas medidas preventivas.

Muitos se sentem atraídos por certas pessoas que quebram nosso coração e nosso bolso. Se você costuma ser uma dessas vítimas, precisa parar de se relacionar com esse tipo de gente. Falando, parece fácil, mas velhos hábitos são difíceis de mudar, como é difícil mudar o objeto de sua atração. Assim, muitos simplesmente desistem.

Pular fora, porém, é a escolha mais segura, embora nem sempre seja a mais agradável. Às vezes, sentir-se protegido é melhor do que sentir-se amado. O mais importante é você se cuidar.

Se você já trouxe para sua vida mais de um desses aproveitadores e continua atraído pelo tipo, é melhor não confiar mais em seu julgamento. Procure a ajuda de amigos dedicados. Eles podem auxiliá-lo a sair da encrenca e mantê-lo motivado durante o processo.

Querer ter alguém é normal, como é normal desejar voltar para uma situação conhecida. É por isso que tanta gente retorna aos mesmos relacionamentos abusivos. Não faça isso. O demônio familiar não é melhor que o desconhecido: os dois são péssimos.

Dê um tempo em encontros e namoros. Procure outras coisas para encher a vida e o coração. A alternativa não é o mesmo que um relacionamento; mas, se você não consegue encontrar um bom parceiro, pelo menos estará no lado seguro.

Quando, inadvertidamente, trouxer para sua vida uma pessoa errada, trate de terminar o mais depressa possível. Não fique procurando amaciar as coisas com conversas, mensagens ou emails: apenas caia fora. Prolongar só vai complicar ainda mais a situação.

Por último, se a pessoa insistir em ficar, conte a seus amigos para que eles possam assegurar-se de que você está bem. Mas, se sentir que há no ar algum tipo de ameaça, vá à polícia. Poderá ser traumático, mas deixar que a situação fuja do controle talvez venha a sugar anos de sua vida./Tradução de Roberto Muniz   

*Barton Goldsmith, psicoterapeuta, é autor de The Happy Couple: How to Make Happiness a Habit One Little Loving Thing at a Time (O casal feliz: como fazer aos poucos da felicidade um hábito)