Frio pode ser tão deprimente quanto ataque terrorista, diz estudo

redação - O Estado de S.Paulo

Com base na linguagem usada em publicações nas redes sociais, pesquisadores notaram que a chuva estava associada com a maior expressão de negatividade

Temperaturas abaixo de zero fazem com que as pessoas expressem mais tristeza.

Temperaturas abaixo de zero fazem com que as pessoas expressem mais tristeza. Foto: Riala/Pixabay

O clima frio pode ser tão deprimente para as pessoas quanto um ataque terrorista que ocorreu próximo a elas. É o que sugere um estudo feito com 3,5 bilhões de publicações em redes sociais e cujos resultados foram publicados no PLOS One.

Pesquisadores analisaram a linguagem de milhões de americanos no Twitter e no Facebook para ver como o clima pode afetar o bem-estar das pessoas.

Eles constataram que temperaturas abaixo de zero fazem com que os tuítes sejam tão tristes ou deprimentes como os que foram postados durante o ataque a tiros em São Bernardino, em 2015, quando 14 pessoas foram mortas.

A linguagem também era mais deprimente do que o aniversário do atentado às torres gêmeas em Nova York, mas menos do que o conteúdo postado durante o terremoto em São Francisco, em 2014,  ou os deslizamentos de terra na Carolina do Sul em 2015. A análise foi feita entre 2009 e 2016 com 2,4 bilhões de publicações no Facebook e 1,1 bilhão de tuítes.

O estudo foi conduzido por Patrick Baylis, da Escola de Economia de Vancouver, no Canadá, e por Nick Obradovich, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês).  Eles usaram softwares para analisar todas as publicações.

Os pesquisadores procuraram pelo número de palavras que expressavam emoções positivas (como 'amor' ou 'legal') e sentimentos negativos (como 'feio' ou 'desagradável'). Cada publicação recebia uma pontuação para positividade ou negatividade.

As publicações foram comparadas com as condições climáticas do momento por meio de registros de temperatura, precipitação, umidade e nebulosidade.

"Conduzimos a maior investigação sobre a relação entre condições meteorológicas e o sentimento expresso pelo ser humano. Descobrimos que a forma como nos expressamos é moldada pelo clima lá fora", disse Obradovich.

"Condições climáticas adversas - temperaturas quentes ou frias, chuva, umidade e aumento da nebulosidade - reduzem as expressões humanas de sentimento", acrescentou.

Particularmente, os pesquisadores notaram que a chuva estava associada com a maior expressão de negatividade. Já demonstrações de sentimentos positivos cresciam quando a temperatura estava em até 20ºC, marca em que paravam e iam decaindo conforme o termômetro passava dos 30ºC.