Filhote de chow chow é liberado da prisão após agredir policial na Inglaterra

Redação - O Estado de S.Paulo

Bungle foi levado pelos agentes após ser encurralado em uma estrada em Towcester

Bungle, o chow chow preso na Inglaterra, volta à família.

Bungle, o chow chow preso na Inglaterra, volta à família. Foto: Reprodução/ Facebook

Um filhote detido pela polícia depois de morder um agente agora foi devolvido aos seus donos após protestos da família. Bungle, um chow chow, enfrentou nove meses de prisão para cachorros por causa da ofensa. 

Tudo começou quando o filhote foi encurralado depois de ter sido visto solto na estrada em Towcester. Ele tinha apenas quatro meses e fugiu de casa. Bungle foi considerado ‘um perigo’ para os usuários da estrada. Acuado, o cachorro mordeu duas vezes o policial e foi apreendido. A família nomeou advogados para lutar pela libertação de Bungle, acusando as autoridades de agirem de forma ‘draconiana’. 

No início da semana, Joseph Hayes publicou um apelo através do Facebook. “Um cachorrinho chow chow encarcerado pela polícia há nove meses”, escreveu, na legenda de várias fotos em que o pequeno Bungle aparece com a família.

Um grupo pediu a liberação do filhote no Facebook e mais de cinco mil integrantes participaram da petição.

Na noite desta quinta, 22, a polícia de Northamptonshire disse que um especialista em cães havia se encontrado com a família e que os proprietários concordaram com um trabalho de adestramento de Bungle.

O superintendente-chefe Chris Hillery defendeu o tratamento policial dado ao caso. “A decisão de deter Bungle foi tomada no contexto de alguns casos muito reais e sérios envolvendo mordidas de cães que resultaram em sérios danos à vida e até mesmo morte”, declarou.