Família no Piauí prepara corpo de gato para enterro

REDAÇÃO - O Estado de S.Paulo

Fotos repercutiram nas redes sociais e geraram discussão entre internautas

Depois da morte, gato de 14 anos teve o corpo preparado para o enterro no Piauí (foto ilustrativa).

Depois da morte, gato de 14 anos teve o corpo preparado para o enterro no Piauí (foto ilustrativa). Foto: Vnukko/Pixabay

Uma família da cidade de Picos, no Piauí, contratou serviços funerários para preparar o corpo do gato de estimação para o enterro. O felino tinha 14 anos de idade e, considerado um membro da família, recebeu todos os cuidados nesse momento.

Em entrevista ao G1, o proprietário da funerária, Roque Rafael, disse que esse é o quarto animal cujo corpo ele faz a preparação - os outros três eram cachorros.

Rafael explicou que não houve um velório exatamente, como tem se falando nas redes sociais, mas apenas o preparo do corpo com flores dentro de um caixão branco.

Segundo ele, o serviço oferecido custa de R$ 400 a R$ 500. Caso a família optasse também pelo velório, o preço subiria para cerca de R$ 1,3 mil.

No Facebook, as fotos da família ao lado do gato viralizaram e geraram discussão. Enquanto algumas pessoas acham que a atitude foi desnecessária e 'coisa de quem não tem o que fazer', outros apoiaram e compreenderam o sentimento da família.

Rafael lamentou a repercussão negativa e disse que, se fosse com um dos animais dele, faria o mesmo. No total, ele afirmou ter oito bichinhos.

No Twitter, as pessoas também se manifestaram: