Facebook ajuda a desvendar mistério de anel perdido na década de 1970

Redação - O Estado de S. Paulo

Shannon Forester perdeu joia de formatura e só a encontrou quase 40 anos depois graças à rede social

Anel foi perdido em 1979 no estado do Wisconsin, nos Estados Unidos

Anel foi perdido em 1979 no estado do Wisconsin, nos Estados Unidos Foto: Pixabay/@JessicaFMAtos

Criado em 2004, o Facebook ajudou a solucionar um mistério da década de 1970, depois que a norte-americana Nicki Hintz encontrou um anel de formatura em uma gaveta de casa.

Segundo informações do Pensacola News Journal, divulgadas pela Associated Press, a moradora do Estado de Wisconsin estava limpando sua casa um mês após a morte do pai, quando descobriu a joia. As tias de Nicki contaram que ele achou o anel depois de ter se mudado para a residência.

"Eu acho que meu pai só colocou isso em uma gaveta e manteve lá porque não sabia de quem era", disse Nicki ao diário.

Ela resolveu então publicar a história no Facebook e recebeu mais de 800 comentários e compartilhamentos.

A história viralizou a ponto de chegar na verdadeira dona da joia, Shannon Rose Forester. Ela se formou em 1979 na Pace High School, um colégio de ensino médio que fica a mais de 2000 km de distância, na Flórida.

Também em entrevista, Shannon afirmou que não usa frequentemente o Facebook, mas o post de Nicki chegou até sua irmã. "Eu pensei que estava perdido para sempre", ela comemorou.

Shannon ainda explicou como o anel pode ter atravessado os Estados Unidos de sul à norte. Ela revelou que entrou para a Marinha norte-americana depois de se formar e serviu durante alguns anos no Centro de Reserva de Hancock, no Wisconsin.

Nicki também celebrou por ter encontrado a proprietária original do anel justamente em um momento de luto. "Eu acho que meu pai teria ficado feliz por ter encontrado a dona", ponderou.