Fábricas de Cultura terão novos aparelhos para acessibilidade de pessoas com deficiência visual

Redação - O Estado de S.Paulo

Óculos permitem a leitura de até 250 palavras por minuto e estarão disponíveis em unidades na zona leste de São Paulo e em São Bernardo do Campo

Dispositivo auxilia pessoas com deficiência visual durante leituraDispositivo auxilia pessoas com deficiência visual durante leitura

Dispositivo auxilia pessoas com deficiência visual durante leituraDispositivo auxilia pessoas com deficiência visual durante leitura Foto: Secretaria de Cultura e Economia Criativa?do Estado de São Paulo / Divulgação

Novos equipamentos voltados à acessibilidade de pessoas com deficiência visual tiveram sua entrega anunciada nesta quarta-feira, 27, pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

Entre os dispositivos, consta a OrCam MyEye, uma câmera para óculos que proporciona visão artificial, permitindo acesso à informação sem necessidade de conexão com a internet.

O aparelho acoplado a uma armação de óculos e detecta textos em português, inglês ou espanhol que estejam em revistas, jornais, celulares, computadores, embalagens e etc., permitindo a leitura de 100 a 250 palavras por minuto.

Os materiais serão distribuídos nas Fábricas de Cultura da Vila Curuçá, Sapopemba, Itaim Paulista, Parque Belém e Cidade Tiradentes, na zona leste de São Paulo, e também na cidade de São Bernardo do Campo.

"Nosso objetivo é oferecer aos alunos ainda mais acessibilidade, por meio das ações e atividades nas Fábricas de Cultura, investindo em equipamentos e infraestrutura de ponta", afirmou o secretário Sérgio Sá Leitão, destacando que serão entregues seis unidades dos dispositivos eletrônicos, em parceria com a Organização Social Catavento.

Segundo a Secretaria, as bibliotecas das unidades também já contam com linha braile, leitor autônomo, leitor de livros digitais, ampliador de caracteres, teclado ampliado, mouse adaptado, folheador eletrônico e impressora braile.