Escultor de Gaza exibe membros humanos inspirado por perdas de amputados

Nidal al-Mughrabi - Reuters

As peças em tamanho real são feitas de argila e depois moldadas em outros materiais

Escultor de Gaza exibe membros humanos inspirado por perdas de amputados.

Escultor de Gaza exibe membros humanos inspirado por perdas de amputados. Foto: REUTERS/Ibraheem Abu Mustafa

 

GAZA - As esculturas de membros humanos do artista palestino Khaled Hussein estão expostas em uma exibição em Gaza inspirada pelas perdas de amputados, inclusive vítimas do conflito com Israel, que ele batizou de Sinto Muito Sua Falta.

"Existe um número grande de amputados em toda parte. Isso se tornou um fenômeno, então eu quis trabalhar com esse tema e refleti-lo artisticamente", disse Hussein, de 46 anos, à Reuters.

Em 2019, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha disse haver ao menos 1.600 amputados na população de dois milhões de habitantes de Gaza. A Assalama Charitable Society, que cuida de feridos e pessoas com deficiência, disse que 532 moradores do enclave perderam membros no conflito.

Sete das esculturas de membros de Hussein estão em exibição neste mês em uma galeria de arte de Gaza. As peças em tamanho real são feitas de argila e depois moldadas em outros materiais, como bronze ou concreto, e criam uma imagem assombrosa no espaço pequeno da galeria.

Uma peça mostra duas pernas lado a lado e o dedão de uma dobrado gentilmente sobre o outro pé. Outra mostra um pé nu saindo de um tapete estendido sobre uma panturrilha.

O trabalho de Hussein pretende em parte chamar atenção para o sofrimento dos feridos nos protestos de 2018 e 2019 na fronteira de Gaza com Israel, que impõe restrições rígidas ao território administrado pelo grupo militante islâmico Hamas.