Escritora nigeriana explica por que o mundo precisa de homens feministas

Redação - O Estado de S.Paulo

Autora de ‘Para Educar Crianças Feministas’ se consagrou na literatura com temas de empoderamento

A escritora feminista Chimamanda Ngozi Adichie.

A escritora feminista Chimamanda Ngozi Adichie. Foto: REUTERS / Lucas Jackson

A nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie afirmou, em entrevista à Marie Claire, que é um dever do homem ser feminista. "Temos que parar de pensar no feminismo como uma espécie de festinha exclusiva para a qual poucas pessoas são convidadas", disse.

A escritora, de 41 anos, se consagrou na literatura africana com livros sobre o tema e acredita que os homens não vão lutar pela causa de livre e espontânea vontade. "Meu marido o faz porque falei com ele sobre isso", afirma.

Chimamanda usa como exemplo a capital da Nigéria, Lagos, onde o garçom ou segurança de um restaurante dão 'boa tarde' para o homem, mas não cumprimentam a companheira, como se um cliente fosse diferente do outro por questão de gênero.